25 de maio de 2011

Christopher Isherwood e os seus amores de Berlim


Se você gosta do filme Cabaret (1972) de Bob Fosse ou da literatura produzida durante os duros tempos da Segunda Guerra Mundial, não poderá deixar de ver Christopher and his kind (2010) de Geoffrey Sax. O filme mostra exatamente o período em que o escritor Christopher Isherwood (A Single Man, 2009) viveu na Berlim do pré-guerra seguindo um convite do seu amigo e amante, o poeta W.H. Auden. É durante esta fase que ele escreve sua novela mais conhecida, The Berlin Stories, que mais tarde seria adaptada para o cinema e em musical na Broadway. O filme é baseado na autobiografia de Isherwood, e temos a impressão que definitivamente sua vida pessoal foi transportada para os seus escritos, assim vemos os personagens que o inspiraram a criar a cantora de cabaré Sally Bowles ou do tímido escritor e professor de inglês, Brian Roberts. Neste filme biopic, Isherwood não é nada tímido, apesar de como seu personagem Roberts, também dar aulas de inglês e se posicionar politicamente em favor dos judeus. Nem tampouco como seu personagem é sexualmente confuso, aliás ele vai justamente à Berlim para explorar e viver livremente sua homossexualidade, longe da repressiva e aristocrática sociedade inglesa. O filme foi produzido para a rede BBC e tem no papel central Matt Smith (do seriado Dr. Who) que desempenha um Isherwood extremamente carismático e ao mesmo tempo dogmático, como imaginamos ser todos os gentlemen ingleses, com o seu cinismo, sarcasmo e comentários dúbios à britânica. Se você pensa ainda em assistir alguns dos mais de 30 filmes do 21o. Inside Out em Toronto, este é uma ótima opção.
Hudson Moura

2 comentários:

isaacsabe disse...

Olá!
Achei este post por uma procura no lattes sobre pesquisas ligadas ao Isherwood (quase nada no Brasil). Queria só perguntar uma coisinha: você chegou a ler o "Christopher and his kind"? Se sim, o que achou da adaptação?
Abraços!
Luara

Intermídias disse...

Eu não li Laura, e achei impressionante a semelhança entre o biopic e Cabaret... realmente com a leitura poderíamos tirar nossas dúvidas se o hollywoodiano com Liza Minelli, acabou influenciando este biopic ou não.

Visite o site da Revista Intermídias